Fórum Nacional dos Mestrados Profissionais

Fórum Nacional

dos Mestrados Profissionais


Apoio Institucional
 
Desde 07/06/2009
Estatísticas 256338 visitas.
W3C XHTML 1.0

Clipping: Mestrado em Discussão

Mestrado Profissional é marcado por aspecto interdisciplinar e aplicado.

O V Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais, que termina nesta sexta-feira, dia 9 de outubro, coloca em foco a avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a sustentabilidade aliada ao financiamento dos programas de mestrado profissional, em especial nas instituições públicas. Segundo Cláudia Morgado, professora da Escola Politécnica da UFRJ - entidade que organiza o evento - essas instituições são responsáveis por 52% da oferta de cursos dessa modalidade no país. Não há um consenso sobre a forma legal e legítima de gestão dos recursos, uma vez que os mestrados profissionais não contam com orçamento público para as despesas do programa, afirmou a professora. A partir da análise da professora Cláudia Morgado, a qualidade do mestrado profissional não é tão boa, considerando os critérios utilizados atualmente pela Capes.

A professora também traça o foco e o público-alvo como os pontos que marcam as diferenças entre uma pós-graduação tradicional e um Mestrado Profissional. O Mestrado Profissional se caracteriza pelo aspecto interdisciplinar e aplicado. A modalidade se destina a formar mestres para fora da academia e não para formar docentes e pesquisadores para as universidades e institutos de pesquisa pontuou.

O mercado tem reagido muito bem, de acordo com Cláudia Morgado, a esses tipos de cursos. Os processos seletivos costumam ser concorridos, em função da grande procura de interessados. A professora observou que essa demanda estava reprimida diante da oferta focada na aplicação e organizada para priorizar os mestrados acadêmicos. Demandas diferenciadas requerem propostas diferenciadas, declarou ela.

De abril de 2007 a maio de 2009, o índice de Mestrados Profissionais cresceu 26,65%. No V Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais, a expectativa é de divulgar o documento Diretrizes e Critérios de Excelência e Sustentabilidade dos Mestrados Profissionais no Brasil. Esta será a pauta da discussão entre academia, governo e sociedade e vai mostrar o que representam os Mestrados Profissionais no desenvolvimento nacional.

Algo dessa hierarquia só é possível com a construção coletiva de uma política pública de formação profissional que proporcione o pensar científico e a gestão do conhecimento em prol da economia e do social, opinou a professora. O evento, que tem como público-alvo coordenadores de Mestrados Profissionais e pró-reitores. é gratuito e os interessados podem se inscrever na página eletrônica do Fórum Nacional dos Mestrados Profissionais.

Mais dois dias de palestras e debates

O V Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais, que vai acontecer até esta sexta, dia 9, tem várias opções de atividades para os freqüentadores. No dia 8, a primeira atração será o Painel de Abertura: Diretrizes e Critérios de Excelência dos Mestrados Profissionais. O foco está concentrado na construção de uma proposta. Na mesa diretora, estarão a coordenadora da Universidade Federal da Bahia, Tânia Fischer; Jorge Audy (Foprop); Virgínia Hortale, da Fiocruz; Pedro Pascutti, UFRJ; e Sylvana Brandão, da Universidade Federal da Paraíba.

Em seguida, às 10:30, acontece a organização dos Grupos de Trabalho (GT). E, às 11 horas, está uma discussão a respeito desses GTs. A partir das 14 horas, as discussões serão retomadas ainda sobre os GTs e estão previstas para terminarem às 16 horas. Nesse momento, terá início a última atividade desse dia, a Plenária: Diretrizes e Critérios de Excelência dos Mestrados Profissionais - Conclusões dos GT. É a apresentação dos relatores.

No último dia do evento, uma mesa redonda abre a programação da data final do encontro, às 9h. O tema desse debate é Sustentabilidade dos Mestrados Profissionais: autofinanciamento, aplicação dos recursos e desenvolvimento dos programas. Quem vai liderar a discussão é a coordenadora Maria Inês Paes Ferreira (IFF) junto com a diretora geral do Tribunal Federal da 5ª região, Sorária Sotero, e a professora Cláudia do R. Vaz Morgado, da UFRJ

Às 10h30, ocorre a assembléia geral do Fórum Nacional dos Mestrados Profissionais: Estrutura e Regulamento, marcada para terminar às 11h. A partir das 14 horas, ocorre a assembléia do Fórum Nacional dos Mestrados Profissionais. Essa etapa do encontro vai abordar, primeiramente, a eleição e a posse do Diretório Nacional e das Coordenações Regionais; a Avaliação do V Encontro; o Planejamento da Ações e, por fim, os Assuntos Gerais.

A Mesa de Encerramento do V Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais ocorre a partir das 16 horas e vai até às 18 horas. Essa é a atividade que finaliza as programações do V Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais. Tudo está marcado para ser no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ.

Além disso, a instituição organizadora promove workshops paralelos. O primeiro com a temática Desenvolvimento de Tecnologias Sustentáveis: desafios e oportunidades no Brasil; o segundo sobre Interdisciplinaridade: Reflexões e Práticas no Mestrado Profissional e o último a respeito de A Educação e a Formação Docente: os mestrados profissionais de ensino.

Fonte: Folha Dirigida. 8 a 14 de outubro de 2009.

Imagem Digitalizada
FOPROF - Fórum Nacional dos Mestrados Profissionais